11.5.18

BLCD: Candy Milk


Candy Milk

Lançamento: 28.12.2016
Elenco: Satou Takuya×Nojima Hirofumi; Okitsu Kazuyuki×Murase Ayumu
Download: 801BLCD

Resumo


"Candy Milk" é um título que se divide em duas histórias - Candy e Milk -, cada qual abordando um casal diferente. Além dos dois semes serem irmãos, o que liga esses dois núcleos é a prática de BDSM (acrônimo para "Boundage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo"), sendo esse o prato principal da novel assinada por Hichiwa Yuka.

Candy


Em Candy, o designer de interiores Kashima Takumi (CV: Nojima Hirofumi), conhecido por sua persuasão e seu profissionalismo, tem seu maior segredo descoberto pelo orgulhoso, mas talentoso designer de móveis Uesugi Kishou (CV: Satou Takuya), com o qual mantém uma parceria de sucesso nas decorações de grandes empreendimentos, como hotéis e restaurantes.

Em mais um dia de negociações, Uesugi oferece abrigo a Kashima, que chega a sua casa molhado pela chuva. Contudo, durante a troca de roupa, o designer de móveis flagra Kashima vestindo uma camisa furada propositalmente na região dos mamilos. Pronto, todos os esforços para esconder suas tendências masoquistas foram por água abaixo - pelo menos, foi o que pensou até chegar a vez de Uesugi lhe revelar o seu segredo: as suas inclinações sádicas.

Embora pareça ser a união perfeita de interesses, Kashima ainda está muito confuso com o prazer que sente toda vez que é submetido à "disciplina" de Uesugi, bem como com o que sente de fato pelo parceiro de negócios. Sua única certeza é de que os beijos de Uesugi têm o mesmo gosto daqueles doces (por isso, candy) que costuma comer... 🍬

Milk


Em mais um dia normal na sala de aula, o jovem colegial Kurumi Atsumu (CV: Murase Ayumu) percebe que um celular deixado sobre a mesa do professor acabou de receber uma mensagem de texto e é seu remetente que dá nome a esta história. 📱 No SMS, o escravo masoquista Milk narra em detalhes quentes como cumpriu direitinho as ordens daquele a quem se refere como seu mestre.

Depois do que leu, ficou difícil para Atsumu concentrar-se nas aulas de reforço dadas pelo proprietário do celular, seu professor de matemática Uesugi (CV: Okitsu Kazuyuki). Ao abordar o suposto mestre de Milk, contudo, não apenas ele admite a relação com o remetente, mas também seu gosto pelo sadomasoquismo.

Atsumu presume que a prática é sinônimo de perversão, mas Uesugi logo trata de demonstrar em primeira mão o que um pouco de disciplina e submissão poderia despertar no garoto. Apesar de estar confuso com tudo o que aconteceu, Atsumu insiste em ir atrás do professor e não perder quem já considera como seu novo mestre para aquele tal de Milk...

Curiosidade: ao contrário do que possa parecer, o casal que está na capa do Drama CD é de Milk! 😉

Minha Opinião


Antes de tudo, eu só queria deixar registrado que, com este post, estou atendendo ao primeiro pedido de resenha de BL Drama CD aqui no blog! Ocorreram alguns problemas para cumprir o prazo que tinha dado para publicar, mas está aqui finalmente! Muito obrigada pela oportunidade, Shizou 💙

Bom, até tinha adiantado esse fato para a Shizou, mas particularmente não me agradam muito histórias com temática BDSM, então era possível que a minha avaliação ficasse um pouco depreciativa. 😓 Desde que comecei a pesquisar mangás yaoi, sempre acabo esbarrando em muitos títulos com esse tema. É apenas uma suposição, mas acredito que o retrato recorrente dessa prática seja uma espécie de "tradução" dos desejos de grande parte do público feminino japonês: talvez não se anseie exatamente por uma relação de submissão, mas sim por ser desejada ao ponto de ser monopolizada pelo parceiro, que, por sua vez, poderia ter um perfil mais "carnívoro". 🐺

Em meio a essas fantasias, é possível que muitos títulos cometam "deslizes", não se respeitando um conceito muito básico dentro do BDSM real oficial: o consentimento. Pode até não parecer, mas os parceiros nessa prática precisam estar muito conscientes de seus papeis e ter muito respeito um pelo outro, o que se demonstra quando, mesmo performando um ato que leva aos limites, atende-se ao sinal previamente combinado para parar. A regra é clara: pediu para parar de verdade, mas não parou - é estupro. E o yaoi passa pano para estupro demais, demais... 😔

Bom, dito isso, onde se encaixaria Candy Milk? Para começar, tanto os pretextos, quanto os desenvolvimentos das histórias são bem superficiais - todo o episódio que virou gatilho para o relacionamento em Candy, por exemplo, foi meramente narrado pelo uke em apenas um minuto da primeira faixa (!). Com isso, dá para presumir a que esse título veio: puro fanservice.

Todos esses anos nessa indústria vital e não tenho vergonha de dizer que fico no limbo legal ao tentar entender um relacionamento BDSM em títulos yaoi, principalmente quando se retrata que o passivo se rende a um prazer até então desconhecido, um "universo novo de prazeres" apresentado pelo ativo. Ao termos acesso ao pensamento do uke, ele fica naquele limiar entre "isso é errado" e "não consigo resistir". 🤔

Nesses momentos, eu paro a leitura e fico meio pistola, perguntando: "tá bom, meu querido, mas você quer ou não? Esse cara que você mal conhece tirou toda a tua roupa, te prendeu ao pé da cama, usou vibrador, chicotinho, algema... E tá tudo certo? É isso mesmo, né, Brasil?" - esse é o caso de Candy.

Já no caso da história de Milk, nem pretendo me estender muito porque é mais curtinha - mas nem por isso estaria imune frente ao meu raio problematizador. ⚡ Um professor e um aluno, começamos daí, não é, pessoal? Pior: com o desenrolar do enredo, percebe-se que Uesugi já estava de olho nesse peixinho há um bom tempo. Não bastasse isso, me revoltou demais a falta de reação desse rapaz ao flagrar Atsumu numa situação pra lá de perigosa, tudo fruto da sua negligência com quem diz amar... Parabéns, levou o prêmio Subindo no Lustre de pior seme dos últimos tempos. 👏

Só o que salva mesmo é a dublagem, gente! 🙌 Todo o elenco realizou interpretações formidáveis e os moans de nossos ukes foram deliciosos... 😏 Infelizmente, porque acabei criando um ranço pelo tal Uesugi professor, não deu para aproveitar muito bem a voz aveludada de Okitsu Kazuyuki, mas Mister Satou Takuya salvou o time seme da obra, sendo carnívoro pra mais de metro!

Referências


Seme | Uesugi Kishou (CV: Satou Takuya)
Shiba Natsuo (Super Lovers 2), Caesar Zeppeli (JoJo's Bizarre Adventure), Kai Toshiki (Cardfight!! Vanguard);
Uke | Kashima Takumi (CV: Nojima Hirofumi)
Hattori Yujiro (Bakuman), Izuki Shun (Kuroko no Basket), Ike Hayato (Shakugan no Shana).

Seme | Uesugi (CV: Okitsu Kazuyuki)
Nagamasa Midori (Aoharu × Machinegun), Masaomi (Brothers Conflict), Hisui Nagare (K: Return of Kings);
Uke | Kurumi Atsumu (CV: Murase Ayumu)
Hinata Shouyou (Haikyuu!!), Allen Walker (D. Gray-Man Hallow), Asuka Ryo (Devilman Crybaby).

Postar um comentário

@subindonolustre no Instagram

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.