11.1.17

Favoritos do Mês: Dezembro, 2016

Os Favoritos chegaram ainda com um pé em 2016, mas dá-lhe fechar o último ano de vez! ✨

Aproveitando, aviso aos navegantes que as próximas semanas serão um pouco intensas para mim e, por isso, o blog pode ficar um pouco parado no início de fevereiro. Deve soar meio esquisito eu falar a respeito disso agora, mas tem motivo: é que ainda teremos posts em janeiro, só que eles foram escritos e programados de antemão, já prevendo essa loucura toda futura. É o #Karupinboot assumindo a área, hehe! 🤖 Bem, explicações dadas, vamos então aos Faves de dezembro:



1. "Koi", de Hoshino Gen


Ao contrário de muitas músicas de que gosto, Koi não me conquistou logo de cara, mas sim a dancinha que vinha com ela! 🎶

Pera, explico: essa música foi usada como tema de um dorama de nome enorme - que me limito a referir como Nigehaji - e os atores principais dançam uma coreografia ao som dela no encerramento. Fazer sua própria versão da dancinha, apelidada carinhosamente de Koi Dance, virou uma mania entre os japoneses nesse final de 2016, devendo ter competido com o PPAP nas festas de fim de ano da firma por lá.


Achei engraçado o fato de alguns programas japoneses terem feito matérias extensas, tentando entender o motivo do Koi Dance ter virado febre e tal. Apesar de não ser assim tão fácil, a ponto de pegar todos os passos de primeira, é divertido tentar fazer a coreografia; treinar mesmo pode se tornar um programa bem legal com família e amigos.

... E, pelo andar da carruagem, até parece que vou fechar o tópico apresentando a vocês um vídeo meu dançando Koi Dance com muito orgulho, né? Nem ferrando, huahuahua! Continuarei esbanjando da minha falta de coordenação motora na privacidade do meu amado quarto, obrigada, de nada~ 😂

2. The Secret World of Stuff


Você é desses que vê carinha em traseiro de carro, entrada de tomada ou gotas de chuva no vidro? Eu também! Vem cá e me dá um abraço 🤗

Quem também deve querer nos abraçar é o Sean Charmatz; esse animador americano genial foi além dessas nossas buscas por carinhas nas coisas e criou um projeto chamado "The Secret World of Stuff", em que dá vida aos objetos mais inusitados. Te desafio a não abrir um sorriso vendo essas coisinhas bobas, porém bem fofas!


Sean grava esses vídeos curtinhos com o smartphone e os edita frame por frame. Todos estão disponíveis em seu Instagram e seu tumblr; compilados podem ser encontrados em seu canal no YouTube. Ah, e o menino Sean em si também não é fraco não, tendo seu dedinho em grandes animações como Bob Esponja, Pinguins de Madagascar e Trolls! O que acharam? 😀

3. Star Wars: Rogue One


Este foi o programão em família de dezembro, sem dúvidas! Ninguém em casa, incluindo eu, se considera fã de Star Wars, mas aprendemos a gostar de cada nova aventura da saga desde o Episode I.

Este filme é uma prequel para o Episode IV e conta a história dos bravos rebeldes que se arriscaram para conseguir os projetos da Estrela da Morte e dar uma nova esperança à galáxia, frente aos avanços do Império. Essa missão é liderada por Jyn, a filha geniosa do criador dos projetos da maior arma de Darth Vader, e pelo oficial rebelde e desconfiado Cassian, acompanhados pelo droide K-2SO.


Gente, quero pegar essa deixa para falar: como está sendo bacana o fato de Star Wars, um importante material da cultura geek e pop, passar o protagonismo da história a mulheres, hein? Ouso dizer mais: a forma como as personagens foram escritas na história tem desconstruído bem aquela falácia de que filmes de ação não teriam graça se protagonizados por mulheres.

Acho que foi uma das raríssimas vezes em que assisti a um filme esquecendo completamente do sexo da personagem principal - qual foi a outra vez? Ah é, Star Wars Episode VII (embora admita que Ray é uma personagem Mary Sue)! 😏 E o que foi preciso para isso acontecer? Acredito que um figurino nada sexualizado, companheiros em vez de interesses amorosos, nenhum comportamento que insinuasse subestima ou lascívia pela presença de uma mulher, diálogos relevantes e uma personalidade forte, confiante e independente.

E aí, Jyn virou quase um cara? Não, porque, embora ela tenha habilidades de luta, não foi necessário masculinizá-la para ter espaço e voz. Jyn foi tratada como uma pessoa propriamente dita, nem mais nem menos. Fico pensando no quanto isso será ou está sendo importante para a autoconsciência das crianças, principalmente as meninas, no que se refere a representatividade e respeito.

Ah, mas não dá para ignorar o fato de Star Wars, assim como Star Trek, ter um atributo curioso: o poder de retratar uma ou mais sociedades alternativas - senão ideais -, em que o dinheiro não existe para definir poder e classes, e em que homens e mulheres, humanos negros, brancos, latinos, asiáticos (e alienígenas) são vistos com o mesmo potencial e tratados da mesma forma... Talvez a origem dessa consciência esteja justamente na descoberta de que o Universo é vasto e bem mais plural do que o próprio umbigo. #DonaCândidafeelings

4. Hidratantes "Cuide-se Bem", d'O Boticário


Depois de uma passada n'O Boticário para as compras de presentes para a parentada toda, minha mãe me deu de Natal essas duas loções hidratantes aí de cima. 🎁 Eu as escolhi mais por aquele hype de novidade e embalagem bonitinha, mas tem coisa melhor do que usar e perceber na hora que esses produtos são perfeitos para esse verão?

Além de terem cheirinhos gostosos e nada enjoativos, a textura é leve, não deixa aquela sensação grudenta e a pele fica levemente aveludada. Para quem estava arredia com a ideia de passar hidratante com esse calor todo, agora nem crio desculpa; estou adorando esse momento de cuidado com o corpo e fico revezando os dois hidratantes a cada dia, hehe! 💙

Acho que esses dois são edições limitadas de Ano Novo e caíram no gosto do povo, porque já estão esgotados na loja virtual. À data deste post, ainda tem uma versão à venda, o "Ame Se Ame".

6 comentários

  1. Akemashite Omedetou, Karupin!!!

    Como sempre, aguardando suas novidades dos seus favoritos. hehehehe

    Pra falar a verdade, estou ainda meio perdidaça com o Hoshino Gen. Sério, nem deu pra assistir o dorama dele com a Gakki em tempo integral por causa do meu maldito horário de trabalho, e esqueci que posso assistir via aplicativo da TBS no dia seguinte "na faixa" (aquelas: fiz isso com os doramas do Ohno, do Masaharu e do Yamadinha e esqueci de NigiHaru). Mas, para quem não ligou os fatos, Hoshino era membro da banda SAKEROCK, a mesma que fez a trilha sonora do filme "Kiiroi Namida" (ok, 90% das Arashians não entendeu/não gostou/só prestou atenção na zona do aconchego do Sakurai no sentoo). A banda acabou ano passado, mas Hoshino é quem mais ganhou destaque tanto na música como nas telinhas. Mas todo mundo que conheci, comenta adoidado de "Koi", acho que só assistindo o dorama para entender melhor.

    Eu AMO cremes para mãos, tenho que ter um na bolsa, minha pele resseca que é uma beleza, especialmente no inverno. Estava usando o da Kiehl's, bem neutro e inodoro, mas na situação que me encontro, tenho que voltar a usar os da The Body Shop. Tem um de rosas que além de ter FPS15, é ótimo pra quem está passando dos enta. Vai pra lista. Mas os da Boticário, confesso: só usei a colônia trocentos anos atrás. E produtos da Boticário aqui no Japão, alguns tão na hora da morte!!! :(

    Eu preciso fazer um post sobre alguns itens, mas primeiro bora pesquisar, depois fazer algo decente este ano, né?

    E que este ano traga ares bons e que tenha muita saúde e consiga atingir seus objetivos!

    Beijao!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoe, Kiyomi-chan! Tudo bom? :)

      Super atrasado, mas ake-ome, flor! Kotoshi mo, yoroshiku ne~ m(_ _)m
      Eu já falei, mas repito: sempre é bom saber que você gosta tanto desta seção, own, como me deixa feliz... ♥

      Então, menina! Sobre o Hoshino Gen, confesso que estou bem perdidaça também, porque, para mim, ele surgiu do nada, aí de cantor já estava se aventurando de ator e foi virando viral... Que loucura!
      E, falando em cantor se aventurando de ator, o que falar do vocal do flumpool também, né? Não estou entendendo nada... XD

      O inverno é meio traiçoeiro com a pele mesmo, não dá para viver sem um hidratante amigo na bolsa. Mas esses hidratantes d'O Boticário, embora em bisnaguinhas, são corporais, Kiyomi-chan! ^^' Outro cuidado que também se torna difícil de dispensar, né...

      Amém! Que os ventos de 2017 tragam boa saúde e ótimas energias a todos nós ♥

      Beijos, flor~

      Excluir
  2. Amo os hidratantes do Boticário e Rogue One, bom, nem preciso falar, né? Eu adorei demais! <3 <3
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoe, Mari! Tudo bem? :)

      Ah, tenho de concordar que O Boticário tem sido ótimo com hidratantes e esses aí foram um amor! ♥

      Rogue One foi bem empolgante! Fico torcendo que todo o sucesso sirva para que invistam nas adaptações dos spin offs de Star Wars também :)

      Beijos, flor~

      Excluir
  3. Oi, Karupin! :D
    Passando para dizer que estou amando o seu blog e que me identifico muito com o seu conteúdo! Parabéns!!! Estou amando muiiito!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoe, Nayara! Tudo bem? :)

      Fico feliz demais por você ter gostado do blog, você nem imagina como! Sempre será uma honra recebê-la por aqui! ♥

      Beijos, flor~

      Excluir

O Blog tem Instagram » @subindonolustre

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.