Foto: divulgação (Rakuten.jp)

Parece um pouco cedo se for comparar com outros anos, mas não tem erro: hoje, 28 de janeiro, é o dia para nos despedirmos do Ano do Macaco e receber o Ano do Galo, no Calendário Lunar.

À época em que o Ano do Macaco se estabeleceu, fiz um post com as previsões em geral para 2016 - aliás, super recomendo uma passada por lá para ver se elas se consumaram mesmo. Como tenho essa coisa por astrologia e afins, resolvi repetir a dose e jogar aqui um resumex das previsões para este Ano do Galo de Fogo!

Considerando que o horóscopo chinês se orienta pelos Cinco Elementos do Taoísmo - Terra, Metal, Água, Fogo e Madeira - e que este ano termina com o dígito "7", 2017 é regido pelo Fogo, conectado à cor vermelha, e pela energia Yin (a parte pretinha do círculo Tao, que implica em sombra, passividade, intuição). A soma desses elementos por si só indicam a tendência para um ano mais introspectivo, porém favorável à busca pela harmonia entre familiares e amigos.

O vaidoso Galo é um dos poucos signos que curiosamente são regidos apenas por um elemento: no caso, o Metal. Anos regidos por esses signos - além do Galo, seriam o Rato e o Coelho - costumam ser um pouco mais "emperrados", isso porque dificultam o fluxo de energias dos demais signos, regidos por dois elementos.

Foto: Twitter (@taishouen)

Cautela e Esforço


Uma vez que Metal relaciona-se com ouro, dinheiro, todas as previsões foram uníssonas no sentido de que o Ano exigirá muita cautela nos negócios. Não significa, contudo, que não é um ano favorável para tanto: em vez de negócios especulativos ou sonhar muito alto, sugere-se que mantenha os pés bem firmes no chão e invista em planos práticos e bem estruturados. Também, em face do meticuloso Galo, deu-se destaque ao cuidado com os detalhes, sem esquecer, contudo, de visualizar as situações como um todo.

Num panorama geral, a soma desses elementos e a regência do Galo tornam os fluxos de energia instáveis, razão pela qual se recomenda seguir por caminhos mais seguros, já que o clima não é favorável a mudanças. O Galo também tem a tendência de complicar coisas que eram simples, o que exigirá mais esforço, determinação e paciência de todos para alcançar suas metas. Apesar disso, seu forte senso de justiça e apreço pela perseverança recompensarão aqueles que trabalharem duro - contudo, é possível que os ganhos não exatamente compensem todo o estresse criado. Aliás, pode ser este o ano em que planos de longo prazo comecem a gerar frutos.

Um grave problema deste Ano talvez seja a tendência para conflitos e decepções brotarem, favorecida pelo fato do Galo ser muito vaidoso. Ocorre que essa característica pode afetar os nativos de todos os signos e torná-los mais intolerantes, por não estarem dispostos a ouvir o que os outros têm a dizer. Nesse sentido, buscando maior equilíbrio, é possível que a política mundial adote uma linha mais vigorosa e severa, senão autoritária.

Foto: divulgação (Wakei Seijyaku)

O Galo será extremamente generoso com os regidos pelo seu signo neste Ano e também tende a favorecer aqueles nascidos sob as graças do Boi, da Serpente e do Dragão, com os quais se dá melhor. Destaque para o Tigre, que foi colocado em escanteio no ano passado pelo Macaco (diz a lenda que são inimigos naturais) e agora também é agraciado. Mas a generosidade do Galo também alcança todos aqueles que compartilham das suas maiores virtudes, como lealdade, perseverança, comprometimento e transparência.

Previsões para o Cavalo


Eu não pretendo falar sobre as previsões de todos os signos do horóscopo chinês para não me estender mais, mas é claro que fui atrás do que o Galo reserva para o meu signo, então é o que pretendo expor aqui para finalizar, beleza?

Para os nativos de Cavalo, este será um ano bem estável por serem naturalmente regidos pela energia Yin, o que pode ser positivo quando se considera a instabilidade em geral do Ano do Galo. O que já estava sendo encaminhado, seguirá a Lei da Inércia: seu relacionamento está apaixonado? Pois continuará apaixonado. Seu trabalho estava indo bem? Então, assim será neste ano também. Por outro lado, não se espera por mudanças extraordinárias nesse período.

Os cuidados residem na postura frente a frustrações e adversidades, pois o Cavalo está suscetível à raiva impulsiva. No mais, variações drásticas de peso podem ocorrer, então é bom se ligar na alimentação e na manutenção dos exercícios físicos, porque a preguicinha pode bater mais forte.

Foto: divulgação (Wakei Seijyaku)

 Está nas suas mãos


Minha última dica é para todos atraírem boa sorte nesta entrada do Novo Ano Lunar: embora vermelho seja a cor do elemento Fogo, evite usar roupas ou acessórios dessa cor, ao menos por hoje. Em vez disso, prefira peças com tons terrosos - como castanho, caramelo e até um marsala pode rolar -, que melhor complementam a cor vermelha.

Apesar dos pesares previstos, por favor, não desanime! Considere que tomar conhecimento dessas possibilidades pode se tornar uma grande arma para contrariar tudo e superar o que energias e astros poderiam prever. Quem realmente conspira para fazer deste e dos próximos anos melhores é apenas você. Dito isso, desejo a todos muita tolerância, paciência e perseverança para alcançarem seus objetivos e tornarem deste um ótimo Ano do Galo!

Xīn Nián Kuàilè!
(Feliz Ano Novo!)


28.1.17

2017: Ano do Galo de Fogo

Tem um tempinho que a Adri do Pequenina Vanilla fez um post com essa tag e eu guardei ela para também fazer por aqui em algum momento inspirado e oportuno. Bom, o momento chegou, não é mesmo? Hehe!

#1. Qual é o seu nome?
#2. URL do seu blog
#3. Escreva: "The quick brown fox jumps over the lazy dog"
#4. Uma citação
#5. Qual é a sua música favorita (no momento)?
#6. Qual é o seu cantor/banda favorito (no momento)?
#7. Fale o que quiser
#8. Indique três blogs


Essa tag me lembrou aquela que rolou no Instagram no ano passado, de reproduzir uma frase com a própria letra manuscrita. Era #aletradaspessoas, né?

Eu mesma acho isso super curioso hoje por influência da minha mãe, que analisava as letras dos outros e podia falar alguma coisa sobre a sua personalidade ou, ao menos, o que a pessoa poderia estar sentindo quando escreveu. Não é feitiçaria, é grafologia! Só que eu não sabia na época e achava que ela era meio psycho, sei lá, huahuahua!

Sobre a minha letra, ela é meio "de lua", na verdade; eu devo ter umas quatro variantes que saem conforme o humor, mas a que tenho usado mais - por ser a mais rápida de fazer - é essa tortinha pra direita mesmo. O que será que ela revela sobre a minha personalidade, né?

Ah, e essa música que eu falei aí em cima. Desde o ano passado, Miura Daichi tem consolidado seu espacinho entre os meus artistas favoritos; bateu novembro e lá foi ele ser incrível de novo, lançando "(RE)PLAY" *suspiros*. Eu não costumo falar, nos Favoritos, de todas as músicas que me acompanham no mês mesmo, então este aqui já pode ficar como um "extra" de janeiro:


***

Indiquei (e recomendo) os blogs Empório Kiyomi, o Good News Every Day da Mari e o Tathy no Me da Tathy-chan para também participarem dessa tag, mas se você gostou e quer fazer no seu blog também, vai fundo! E pode me chamar para ver e comentar o seu post, viu? 💙

20.1.17

TAG | Meme escrito

Os Favoritos chegaram ainda com um pé em 2016, mas dá-lhe fechar o último ano de vez! ✨

Aproveitando, aviso aos navegantes que as próximas semanas serão um pouco intensas para mim e, por isso, o blog pode ficar um pouco parado no início de fevereiro. Deve soar meio esquisito eu falar a respeito disso agora, mas tem motivo: é que ainda teremos posts em janeiro, só que eles foram escritos e programados de antemão, já prevendo essa loucura toda futura. É o #Karupinboot assumindo a área, hehe! 🤖 Bem, explicações dadas, vamos então aos Faves de dezembro:



1. "Koi", de Hoshino Gen


Ao contrário de muitas músicas de que gosto, Koi não me conquistou logo de cara, mas sim a dancinha que vinha com ela! 🎶

Pera, explico: essa música foi usada como tema de um dorama de nome enorme - que me limito a referir como Nigehaji - e os atores principais dançam uma coreografia ao som dela no encerramento. Fazer sua própria versão da dancinha, apelidada carinhosamente de Koi Dance, virou uma mania entre os japoneses nesse final de 2016, devendo ter competido com o PPAP nas festas de fim de ano da firma por lá.


Achei engraçado o fato de alguns programas japoneses terem feito matérias extensas, tentando entender o motivo do Koi Dance ter virado febre e tal. Apesar de não ser assim tão fácil, a ponto de pegar todos os passos de primeira, é divertido tentar fazer a coreografia; treinar mesmo pode se tornar um programa bem legal com família e amigos.

... E, pelo andar da carruagem, até parece que vou fechar o tópico apresentando a vocês um vídeo meu dançando Koi Dance com muito orgulho, né? Nem ferrando, huahuahua! Continuarei esbanjando da minha falta de coordenação motora na privacidade do meu amado quarto, obrigada, de nada~ 😂

2. The Secret World of Stuff


Você é desses que vê carinha em traseiro de carro, entrada de tomada ou gotas de chuva no vidro? Eu também! Vem cá e me dá um abraço 🤗

Quem também deve querer nos abraçar é o Sean Charmatz; esse animador americano genial foi além dessas nossas buscas por carinhas nas coisas e criou um projeto chamado "The Secret World of Stuff", em que dá vida aos objetos mais inusitados. Te desafio a não abrir um sorriso vendo essas coisinhas bobas, porém bem fofas!


Sean grava esses vídeos curtinhos com o smartphone e os edita frame por frame. Todos estão disponíveis em seu Instagram e seu tumblr; compilados podem ser encontrados em seu canal no YouTube. Ah, e o menino Sean em si também não é fraco não, tendo seu dedinho em grandes animações como Bob Esponja, Pinguins de Madagascar e Trolls! O que acharam? 😀

3. Star Wars: Rogue One


Este foi o programão em família de dezembro, sem dúvidas! Ninguém em casa, incluindo eu, se considera fã de Star Wars, mas aprendemos a gostar de cada nova aventura da saga desde o Episode I.

Este filme é uma prequel para o Episode IV e conta a história dos bravos rebeldes que se arriscaram para conseguir os projetos da Estrela da Morte e dar uma nova esperança à galáxia, frente aos avanços do Império. Essa missão é liderada por Jyn, a filha geniosa do criador dos projetos da maior arma de Darth Vader, e pelo oficial rebelde e desconfiado Cassian, acompanhados pelo droide K-2SO.


Gente, quero pegar essa deixa para falar: como está sendo bacana o fato de Star Wars, um importante material da cultura geek e pop, passar o protagonismo da história a mulheres, hein? Ouso dizer mais: a forma como as personagens foram escritas na história tem desconstruído bem aquela falácia de que filmes de ação não teriam graça se protagonizados por mulheres.

Acho que foi uma das raríssimas vezes em que assisti a um filme esquecendo completamente do sexo da personagem principal - qual foi a outra vez? Ah é, Star Wars Episode VII (embora admita que Ray é uma personagem Mary Sue)! 😏 E o que foi preciso para isso acontecer? Acredito que um figurino nada sexualizado, companheiros em vez de interesses amorosos, nenhum comportamento que insinuasse subestima ou lascívia pela presença de uma mulher, diálogos relevantes e uma personalidade forte, confiante e independente.

E aí, Jyn virou quase um cara? Não, porque, embora ela tenha habilidades de luta, não foi necessário masculinizá-la para ter espaço e voz. Jyn foi tratada como uma pessoa propriamente dita, nem mais nem menos. Fico pensando no quanto isso será ou está sendo importante para a autoconsciência das crianças, principalmente as meninas, no que se refere a representatividade e respeito.

Ah, mas não dá para ignorar o fato de Star Wars, assim como Star Trek, ter um atributo curioso: o poder de retratar uma ou mais sociedades alternativas - senão ideais -, em que o dinheiro não existe para definir poder e classes, e em que homens e mulheres, humanos negros, brancos, latinos, asiáticos (e alienígenas) são vistos com o mesmo potencial e tratados da mesma forma... Talvez a origem dessa consciência esteja justamente na descoberta de que o Universo é vasto e bem mais plural do que o próprio umbigo. #DonaCândidafeelings

4. Hidratantes "Cuide-se Bem", d'O Boticário


Depois de uma passada n'O Boticário para as compras de presentes para a parentada toda, minha mãe me deu de Natal essas duas loções hidratantes aí de cima. 🎁 Eu as escolhi mais por aquele hype de novidade e embalagem bonitinha, mas tem coisa melhor do que usar e perceber na hora que esses produtos são perfeitos para esse verão?

Além de terem cheirinhos gostosos e nada enjoativos, a textura é leve, não deixa aquela sensação grudenta e a pele fica levemente aveludada. Para quem estava arredia com a ideia de passar hidratante com esse calor todo, agora nem crio desculpa; estou adorando esse momento de cuidado com o corpo e fico revezando os dois hidratantes a cada dia, hehe! 💙

Acho que esses dois são edições limitadas de Ano Novo e caíram no gosto do povo, porque já estão esgotados na loja virtual. À data deste post, ainda tem uma versão à venda, o "Ame Se Ame".

11.1.17

Favoritos do Mês: Dezembro, 2016

Abram alas para o primeiro BLCD Checklist de 2017! ✨✨

Gente, esse pode ser um dos mais humildes checklists que eu já fiz aqui, mas não sabem que alívio que dá ver esses gatos pingados, depois daquela avalanche de lançamentos de dezembro. Uma folga mais que merecida para o bolso das fujoshis, porque olha... Ele saiu do ano bem judiado. Ah, sem falar no sufoco que foi fazer aquele esquema do post - só por esse mérito, já quero o cargo do cara dos Power Point da Lava Jato, huahuahua! 😂

Bom, depois da também primeira subida de lustre do ano no blog, vamos logo conferir o que janeiro nos reserva:


Destaque do Mês


Minha amada diva Ogeretsu Tanaka continua com tudo e o meu destaque "pouco bias" do mês é a adaptação do mangá Sabita yoru demo koi wa sasayaku - que pode ser traduzido como "O amor sussurra mesmo em noites de ferrugem". Hm, suspeito que ferrugem se refira ao gosto de sangue, mas não tenho certeza.

Yumi Fuyuji (CV: Furukawa Makoto) é um rapaz sorridente que tem um trabalho de meio período como balconista de um pequeno bar de família e mantém um relacionamento de longa data com Hayashida Kannosuke (CV: Ono Yuuki) - personagem de outro título, Hadakeru Kaibutsu -, a quem chama com carinho de Kan-chan. A princípio, parece que sua vida está bem ajustada, mas a realidade crua e nua não é bem assim: nos últimos anos, não há uma vez em que Kan-chan e Yumi se encontrem sem que este saia ileso.

Em mais um dia de trabalho, Yumi recebe no bar um grupo de clientes e, dentre eles, estava uma cara bem familiar e nostálgica: Mayama Hideyuki (CV: Hatano Wataru) foi um amigo com quem perdeu contato há anos, depois que ambos entraram no colegial. Mas não era apenas isso: naquela época, Mayama já tinha se declarado para Yumi e parece que o reencontro apenas confirmou esses sentimentos.

Frequentando o bar quase todas as noites, Mayama percebe que há algo de errado acontecendo com Yumi, já que aparece no batente com curativos e bandagens. Yumi, por sua vez, procura sempre sorrir, desconversar e fingir que tudo está bem. No fundo, ele sabe muito bem de duas coisas, mas não quer admitir: Kan-chan não voltará a ser o mesmo cara legal que uma vez conheceu, e esconder algo de Mayama é quase impossível, principalmente seus sentimentos por ele...

Referências


Seme | Mayama Hideyuki (CV: Hatano Wataru)
Georgi Popovich (Yuri!!! on Ice), Fujiwara Shiro (Sex Pistols), Tachibana Lindo (Dance with Devils);

Uke | Yumi Fuyuji (CV: Fukurawa Makoto)
Saitama (One Punch Man), Suwa Hiroto (Orange), Tada Banri (Golden Time).


Confira também


2.1.17

BLCD Checklist: Janeiro, 2017

O Blog tem Instagram » @subindonolustre

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.