7.3.15

Cidadão do Mundo, hambúrguer com arte em Curitiba

Este é o segundo post da tag Turista na própria cidade, e hoje o assunto é hamburgueria! Eu cheguei a falar sobre ela na postagem que inaugurou a tag, como uma amostra do quanto não conheço de Curitiba, por mais que o lugar fique pertinho de casa...

Estamos em tempos de CWBurguer Fest, sendo esta a quarta edição do festival de hambúrgueres que reúne restaurantes e bares da cidade, e queria prestigiar um dos pratos exclusivos do evento, mas não sozinha. Resolvi chamar uma amiga que, por mais que moremos no mesmo bairro, não via há meses cara-a-cara para matar a saudade, a fome e a curiosidade de ver uma hamburgueria próxima: a Cidadão do Mundo burguers & arts!


Mas por que eu fico me martirizando sobre essa hamburgueria? Oras, tem razão de ser, afinal ela fica a poucas quadras do supermercado que vamos há anos, na mesma rua e eu sequer sabia que a Cidadão existia! E, claro, não poderia faltar o meu mico obrigatório de confundir a entrada com a de uma loja chique que fica grudadinha... Ambas eram de vidro, poxa! :/

Nesta edição do CWBurguer Fest, a Cidadão do Mundo está participando com três opções de pratos originais: o "Banzai Pipeline Burger", o "Pocket Jacks" e o "Vegetarian Dreams", em propostas que prometem abraçar o melhor de vários mundos. Por exemplo, no "Vegetarian Dreams" vem um hambúrguer feito de cenoura, berinjela e abobrinha, acompanhado de queijo gorgonzola e cogumelos puxados no vinho tinto; já o "Pocket Jacks" segue um estilo mais tradicional entre os três, com dois hambúrgueres de costela, queijo cheddar e bacon, mas também conta com um toque especial de cebola refogada no mel com molho shoyu. Os dois eram tentadores, mas eu estava lá por uma razão clara: o "Banzai Pipeline Burger" e seu tão falado hambúrguer de camarão!


Começamos a experiência com um suco de morango fresquinho e adoçado no ponto, além de altos papos para colocar a conversa em dia. Infelizmente, ainda que tenhamos ficado na área externa, estávamos sofrendo um pouco com o calor daquele dia. Assim que terminamos de comer o prato principal, resolvemos mudar para dentro do restaurante e fugir do castigo solar enquanto o movimento começava a baixar.


Antes de falar sobre o prato principal, dedico um momento de admiração para o seu acompanhamento: a princípio, segundo o menu, o "Banzai Pipeline" é servido com polenta frita e molho "aioli" - que, conforme a Wikipedia, é um molho francês que parece uma maionese, feito com ovos, alho e óleo -, mas tivemos a agradável surpresa de virem em seu lugar batatas rústicas. QUE. DE. LÍ. CIA. Tempero no ponto, sequinhas, crocantes por fora e macias por dentro... Até dispensava o tal molho francês, para falar a verdade, mas comi porque já estava ali mesmo. Merecem o pedido para a entrada numa próxima visita. Nota 10!

Pronto, agora podemos nos voltar ao hambúrguer de camarão. Algo me chamou a atenção assim que foi servido: uma rodela enorme de palmito, do diâmetro do hambúrguer, repousava sobre a carne! De onde tiraram algo tão grande?! Creamcheese, tomates cereja confitados e folhas de manjericão complementavam a estrela do prato e tinha tudo para dar certo.
Eu não sei se foram os encantos da batata rústica que me influenciaram, mas acabei não me empolgando com o camarão. O prato foi executado com maestria, mas parece que, em algum momento, enfiei na cabeça uma impressão errada, esperando por fortes sabores de uma das carnes mais suaves de que tenho notícia. Não degustar direito essa iguaria foi realmente lamentável.

E o palmito era maior que esse, hein? (Foto: Divulgação)

Terminado o hambúrguer, migramos para a parte interna da Cidadão e partimos para a sobremesa! Enquanto esperávamos pelos nossos cheesecakes de morango, pude finalmente ver o cardápio com mais calma e perceber porque o restaurante tem aquele "burguers & arts" em seu nome: os pratos do cardápio são batizados com os nomes de personalidades de diferentes áreas da arte e do entretenimento. Nossos cheesecakes mesmo tinham a honra de serem chamados de Salvador Dali! E o gosto pela arte também está na decoração, seja nos quadros espalhados pelas paredes ou em singelos detalhes, como gravatas penduradas para criar divisões de ambiente.


Como fomos praticamente as últimas pessoas a permanecerem no horário de almoço e a pessoa que vos fala estava tirando fotos de cada canto, um dos atendentes foi muito gentil em nos mostrar o andar superior, área esta que apenas abre aos clientes no período da noite. O ambiente é aconchegante e pude me imaginar comendo e bebendo tranquilamente, cercada por um grupo de amigos.



Aprovado?

Eu recomendo a Cidadão sim, pois foi impecável no atendimento e na execução dos pratos - e seria um pecado não provar mais e mais vezes aquelas batatas rústicas maravilhosas! ♥ Minha impressão totalmente distorcida sobre o hambúrguer de camarão em nada afeta essa avaliação e apenas expus porque queria fazer um relato sincero sobre toda a minha experiência. Ainda tem outros pratos que adoraria conhecer, como o "Tadashi Burger", por exemplo, que vem com shitake, shimeji e molho teriyaki, sucesso na edição passada do CWBurguer Fest.

Quanto ao Festival, ele acabará amanhã mesmo, dia 8 de março. A proposta é os clientes saírem da zona de conforto e conhecerem os vários estabelecimentos da cidade que se propuseram a preparar cinquenta pratos exclusivos, formados de hambúrguer e acompanhamento, e oferecê-los sob o preço único de R$24,90. Aqueles que forem mais populares têm uma grande chance de serem incluídos no cardápio da casa mais tarde. Que laboratório bom para sair do trivial pão de gergelim, carne e queijo, hein? Que venham mais edições!

Cidadão do Mundo burguers & arts
Rua Bento Viana, nº 352 - Água Verde
Tel: (41) 3015-7017
Facebook: https://www.facebook.com/cidadaomundo

CWBurguer Fest 2015
De 20.02 a 08.03
Site oficial: http://www.cwburguerfest.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/CwBurguerFest

Postar um comentário

O Blog tem Instagram » @subindonolustre

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.