Antes de começar, gostaria de agradecer mais uma vez o pessoal super bacana da Cidadão do Mundo burgers & arts, protagonista da resenha passada, por divulgar minha postagem em sua página no Facebook. Valeuzão! ♥

Seguimos com o terceiro post da tag Turista na própria cidade! Ao contrário do que já foi postado até então, o local que pretendo apresentar desta vez não tem comidinhas em seu repertório, muito embora divida espaço com um café muito gostoso: trata-se da Endossa CWB!

 Foto: Instagram @endossacwb

Na verdade, eu já conhecia há um certo tempo a proposta da Endossa, mas apenas pude conferir o local ao vivo há algumas semanas, e com muito receio: vejam só, eu devo ter talento para confundir entrada das lojas, só pode! É a segunda vez que não confio nas placas e fachadas que as identificam e acabo parecendo uma barata tonta, caminhando de uma vitrine para outra até ter confiança no óbvio: aquela é a loja, boba.
Mas eu não estava esperando que a Endossa dividisse espaço com um café, o Degusto Café, então dar de cara com um local fechado, mesas espalhadas, gente conversando e o balcão de respeito da cafeteria realmente me confundiu e tive que passear pela rua antes de realmente entrar e perceber as famosas caixas recheadas de produtos de diferentes partes do Brasil.

Balcão da Degusto Café

Segundo o que o atendente muito solícito me explicou - na euforia, esqueci de perguntar o nome dele, mas era um moço simpático com uma barba de respeito -, as lojas podem fazer um cadastro para entrar na lista para ocupar as caixas e a rotatividade é garantida, substituindo aquelas que não apresentaram muitas vendas no mês.
A princípio, ouvir isso me deixou um pouco triste pelas lojas que têm de desocupar os espaços. Contudo, pensando melhor, é um negócio interessante para: os clientes, porque sempre podem conferir produtos novos todo o mês; para a Endossa, já que não precisa manter espaço para o que não está vendendo tão bem; e para as próprias lojas que saíram, vez que têm a chance de analisar o que deu errado e melhorarem seus produtos - ou o mostruário, pois cada uma é responsável por decorar e customizar seu próprio espaço.


Confesso que, quando estava vendo os nichos, fiquei pensando comigo mesma: "ué, pensei que teria mais coisas...". Foi quando, ao separar algumas peças para provar, o tal atendente veio com a luz: tem mais produtos lá em cima! Como esse seria o andar onde eu vestiria as roupas, por que não dar uma conferida, não é mesmo? Foi quando me encantei pelos vestidos da loja Karina Caldeira e tive de levar alguns comigo para o provador, hehe.
Gostei bastante do ambiente do segundo andar, pois parece um pequeno lounge e acaba se transformando num verdadeiro refúgio para a correria da Dr. Carlos de Carvalho, alameda em frente à Endossa. Consegui me ver direitinho curtindo um café e batendo um papo com "azamiga" naquelas simpáticas poltronas amarelas!

Segundo andar charmoso das poltronas amarelas

Fiquei impressionada e admirada com a variedade e a qualidade dos produtos: lindos vestidos, camisetas com motivos inteligentes e carismáticos, bijuterias exóticas, artigos de papelaria fofos, armações irreverentes para óculos e até ponteiras de feltro muito bem feitinhas, para customizar os lápis com seus personagens favoritos!

Nicho da Karina Caldeira

Nicho da P.verso


Nicho da CHERRYBOX

Camiseta de donuts da CHERRYBOX

Nicho da VIS Design

Esses são apenas alguns destaques que fiz dos espaços da Endossa CWB, ainda que "nas coxas", porque tinha certa pressa para voltar para casa; é que deixei os registros fotográficos por último devido à timidez e também por ter namorado demais as roupas no provador...

Contudo, não podia tomar o rumo de casa sem antes tirar um gostinho do Degusto Café, principalmente porque aquele cheirinho gostoso de café permeou toda a minha visita e já estava me torturando (coffee lover, oi?)! Se não me engano, escolhi um café gelado cujo sabor chamaram de "Frozen", e tinha pedacinhos de Oreo junto. Eu sei que não é bonito, mas não resisti: no final, tive de abrir o copinho para puxar os pedacinhos de biscoito do fundo, porque não passavam pelo buraco da tampinha.

Embalagem fofa, mas que não levei para casa...

A minha visita à Endossa, na verdade, tinha um objetivo bem claro: comprar uma saia da loja P.verso, pois a coleção estava em promoção e não ia perder algo tão lindo por menos de 50 reais. Contudo, não esperava encontrar tantas coisas bonitas e apaixonáveis, por isso acabei indo despreparada para levá-las para casa também. Para compensar, acabei levando duas gracinhas de bijuterias que encontrei na caixinha da fabiola mo.

Brincos diamonds coloridos e colar dourado com triângulos

E este é o look que fiz com a saia e uma blusinha vermelha, que já tenho há tempos! Acredito que vai ser um bom conjunto para o outono, acompanhado de meia-calça, botinhas e, quem sabe, um casaquinho, né? #cadecoragem

Saia godê geométrico, da P.verso

No momento, há quatro Endossas espalhadas pelo Brasil: duas três em São Paulo, uma em Curitiba e outra em Brasília, e todas aceitam cadastro de lojas que queiram alugar um espaço nelas, entrando na sua lista de espera. Se você mora em uma dessas cidades ou vai passar por alguma delas, tenha em mente esse lugar para conhecer, prestigiar e, quem sabe, adquirir produtos diferentes, originais e exclusivos, em sua maioria de produção artesanal. Tenho certeza que a visita valerá muito a pena ;D

Endossa CWB
Al. Doutor Carlos de Carvalho, nº 1148 - Centro
Tel: (41) 3387-9233
Site oficial: http://endossa.com/
Blog: http://blog.endossa.com/
Facebook: https://www.facebook.com/endossacuritiba
Instagram: https://instagram.com/endossacwb/

UPDATE 

A Endossa CWB fechou as portas em 2015, pouco depois desta visita. A Degusto Café realizou uma reforma no local e agora ocupa todo o espaço antes dividido com a loja colaborativa; no 2º andar, fica a loja Urbik Store e no último, o estúdio de tatuagem Tattooa.

20.3.15

Endossa CWB

Este é o segundo post da tag Turista na própria cidade, e hoje o assunto é hamburgueria! Eu cheguei a falar sobre ela na postagem que inaugurou a tag, como uma amostra do quanto não conheço de Curitiba, por mais que o lugar fique pertinho de casa...

Estamos em tempos de CWBurguer Fest, sendo esta a quarta edição do festival de hambúrgueres que reúne restaurantes e bares da cidade, e queria prestigiar um dos pratos exclusivos do evento, mas não sozinha. Resolvi chamar uma amiga que, por mais que moremos no mesmo bairro, não via há meses cara-a-cara para matar a saudade, a fome e a curiosidade de ver uma hamburgueria próxima: a Cidadão do Mundo burguers & arts!


Mas por que eu fico me martirizando sobre essa hamburgueria? Oras, tem razão de ser, afinal ela fica a poucas quadras do supermercado que vamos há anos, na mesma rua e eu sequer sabia que a Cidadão existia! E, claro, não poderia faltar o meu mico obrigatório de confundir a entrada com a de uma loja chique que fica grudadinha... Ambas eram de vidro, poxa! :/

Nesta edição do CWBurguer Fest, a Cidadão do Mundo está participando com três opções de pratos originais: o "Banzai Pipeline Burger", o "Pocket Jacks" e o "Vegetarian Dreams", em propostas que prometem abraçar o melhor de vários mundos. Por exemplo, no "Vegetarian Dreams" vem um hambúrguer feito de cenoura, berinjela e abobrinha, acompanhado de queijo gorgonzola e cogumelos puxados no vinho tinto; já o "Pocket Jacks" segue um estilo mais tradicional entre os três, com dois hambúrgueres de costela, queijo cheddar e bacon, mas também conta com um toque especial de cebola refogada no mel com molho shoyu. Os dois eram tentadores, mas eu estava lá por uma razão clara: o "Banzai Pipeline Burger" e seu tão falado hambúrguer de camarão!


Começamos a experiência com um suco de morango fresquinho e adoçado no ponto, além de altos papos para colocar a conversa em dia. Infelizmente, ainda que tenhamos ficado na área externa, estávamos sofrendo um pouco com o calor daquele dia. Assim que terminamos de comer o prato principal, resolvemos mudar para dentro do restaurante e fugir do castigo solar enquanto o movimento começava a baixar.


Antes de falar sobre o prato principal, dedico um momento de admiração para o seu acompanhamento: a princípio, segundo o menu, o "Banzai Pipeline" é servido com polenta frita e molho "aioli" - que, conforme a Wikipedia, é um molho francês que parece uma maionese, feito com ovos, alho e óleo -, mas tivemos a agradável surpresa de virem em seu lugar batatas rústicas. QUE. DE. LÍ. CIA. Tempero no ponto, sequinhas, crocantes por fora e macias por dentro... Até dispensava o tal molho francês, para falar a verdade, mas comi porque já estava ali mesmo. Merecem o pedido para a entrada numa próxima visita. Nota 10!

Pronto, agora podemos nos voltar ao hambúrguer de camarão. Algo me chamou a atenção assim que foi servido: uma rodela enorme de palmito, do diâmetro do hambúrguer, repousava sobre a carne! De onde tiraram algo tão grande?! Creamcheese, tomates cereja confitados e folhas de manjericão complementavam a estrela do prato e tinha tudo para dar certo.
Eu não sei se foram os encantos da batata rústica que me influenciaram, mas acabei não me empolgando com o camarão. O prato foi executado com maestria, mas parece que, em algum momento, enfiei na cabeça uma impressão errada, esperando por fortes sabores de uma das carnes mais suaves de que tenho notícia. Não degustar direito essa iguaria foi realmente lamentável.

E o palmito era maior que esse, hein? (Foto: Divulgação)

Terminado o hambúrguer, migramos para a parte interna da Cidadão e partimos para a sobremesa! Enquanto esperávamos pelos nossos cheesecakes de morango, pude finalmente ver o cardápio com mais calma e perceber porque o restaurante tem aquele "burguers & arts" em seu nome: os pratos do cardápio são batizados com os nomes de personalidades de diferentes áreas da arte e do entretenimento. Nossos cheesecakes mesmo tinham a honra de serem chamados de Salvador Dali! E o gosto pela arte também está na decoração, seja nos quadros espalhados pelas paredes ou em singelos detalhes, como gravatas penduradas para criar divisões de ambiente.


Como fomos praticamente as últimas pessoas a permanecerem no horário de almoço e a pessoa que vos fala estava tirando fotos de cada canto, um dos atendentes foi muito gentil em nos mostrar o andar superior, área esta que apenas abre aos clientes no período da noite. O ambiente é aconchegante e pude me imaginar comendo e bebendo tranquilamente, cercada por um grupo de amigos.



Aprovado?

Eu recomendo a Cidadão sim, pois foi impecável no atendimento e na execução dos pratos - e seria um pecado não provar mais e mais vezes aquelas batatas rústicas maravilhosas! ♥ Minha impressão totalmente distorcida sobre o hambúrguer de camarão em nada afeta essa avaliação e apenas expus porque queria fazer um relato sincero sobre toda a minha experiência. Ainda tem outros pratos que adoraria conhecer, como o "Tadashi Burger", por exemplo, que vem com shitake, shimeji e molho teriyaki, sucesso na edição passada do CWBurguer Fest.

Quanto ao Festival, ele acabará amanhã mesmo, dia 8 de março. A proposta é os clientes saírem da zona de conforto e conhecerem os vários estabelecimentos da cidade que se propuseram a preparar cinquenta pratos exclusivos, formados de hambúrguer e acompanhamento, e oferecê-los sob o preço único de R$24,90. Aqueles que forem mais populares têm uma grande chance de serem incluídos no cardápio da casa mais tarde. Que laboratório bom para sair do trivial pão de gergelim, carne e queijo, hein? Que venham mais edições!

Cidadão do Mundo burguers & arts
Rua Bento Viana, nº 352 - Água Verde
Tel: (41) 3015-7017
Facebook: https://www.facebook.com/cidadaomundo

CWBurguer Fest 2015
De 20.02 a 08.03
Site oficial: http://www.cwburguerfest.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/CwBurguerFest

7.3.15

Cidadão do Mundo burguers & arts

O Blog tem Instagram » @subindonolustre

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.