18.12.14

BLCD: TEN COUNT Vol. 1


Ten Count Vol. 1
Lançamento: 18.12.2014
Elenco: Maeno Tomoaki×Tachibana Shinnosuke
Download: doramabaka.info

Resumo


"TEN COUNT" é um título que tenho acompanhado durante todo esse ano e ainda estou sofrendo com o "vai-não-vai" maldito dessa estória, grrr. Nele, temos o Shirotani, que é secretário pessoal do executivo de uma grande empresa, mas possui um peculiar problema que acaba se tornando todo o drama da série: ele tem misofobia, que é o medo de se contaminar por germes, o que faz com que ele seja extremamente cuidadoso em relação a limpeza e a evitar, o tanto quanto for possível, o contato direto com objetos, ambientes e pessoas - ter de sair e respirar o ar do mundo lá fora já é algo sufocante que Shirotani se vê obrigado a enfrentar diariamente. Ao perceber um acidente prestes a acontecer com seu chefe, mas se ver incapaz de ignorar a própria fobia para tentar salvá-lo, seu destino cruza-se com o de Kurose, um psicólogo que estava na cena e consegue evitar o pior com o executivo. Com as suas qualificações, Kurose se oferece/insiste em ajudar Shirotani, pedindo que o secretário estabelecesse dez metas com atividades comuns às demais pessoas, mas extremamente dificultosas na sua condição particular, tais como tocar em objetos sem usar luvas, beber água de uma garrafa já aberta e consumida por outra pessoa, pegar o trem etc. Enquanto a terapia os fazia conviver juntos, embora se vendo bastante abalado nesse processo de superação, Shirotani estranha também sua repentina preocupação com a figura de Kurose, porém não exatamente com as suas impressões pelas suas dificuldades, e sim pelo que o psicólogo pensava sobre si, chegando a aguardar ansiosamente por cada encontro. Já o Kurose, para mim, é algo indecifrável, com aquele "poker face", embora ele tenha se declarado para o Shirotani e tudo, logo, não saber o que ele pretende fazer é o que causa ansiedade por um próximo capítulo e uma frustração coletiva entre os leitores, já que ele acaba freiando numas partes quentes demais para parar! Resta saber o motivo real disso: ou o Kurose considera serem avanços fortes demais para o seu parceiro, ou apenas fica atiçando ainda mais o desejo do Shirotani, para o desespero dos pobres leitores... XD

Minha Opinião


Considerando essa fidelidade à série, é de se esperar que eu tenha ficado extremamente ansiosa com o anúncio do Drama CD, não é mesmo? E foi o que de fato aconteceu, ainda mais quando resolveram não só avisar bem próximo da data de lançamento - isso não é comum, geralmente demora uns seis meses desde o anúncio -, mas também amarrar esse presentão com um laço de cetim ao divulgarem o elenco principal: Maeno Tomoaki sendo o Kurose e Tachibana Shinnosuke como Shirotani. Sinceramente, gostei muito da escolha! Acho que é uma das raras vezes que vejo uma seleção tão acertada: Maeno-san já é clássico fazendo semes meio sádicos - embora ele mesmo se considere maso ;) -, e talvez o desafio mesmo seja transmitir o interesse romântico do Kurose sem largar o ar de indiferença do Mr. Poker Face; no caso do Tachibana-san, é muito bom ver ele de volta aos BLCDs, e esse tempo fora ajudou muito a melhorar a sua interpretação, na minha opinião. Aquele ar de "não-me-toques" e, ao mesmo tempo, inocente do Shirotani foi interpretado perfeitamente por ele, e era algo que realmente estava me preocupando até ouvir o Drama CD em si.

Infelizmente, o primeiro volume não chega nem à primeira parte-chave, a da declaração de amor do Kurose, mas cobre exatamente o primeiro tankoubon do título, ou seja, vai até o sexto capítulo. Não ficaria admirada se a produção estivesse usando o índice de vendas do primeiro volume para ver o tamanho do interesse pelo segundo, mas, com o perdão da palavra, considero que seria uma extrema burrice não lançar logo, já que é a partir do sétimo capítulo (e do nono *¬*) que a coisa realmente começa a esquentar, se é que me entende... ♥

Postar um comentário

O Blog tem Instagram » @subindonolustre

© Subindo no Lustre. Design by Fearne.